A COZINHA REFINADA QUE TURBINA OS RESTAURANTES DE HOTÉIS

Sempre imaginei que o hotel era a parte primordial de uma viagem. E hoje em dia, trabalhando em um deles, percebo que a sua cozinha deve estar atenta a isso. A gastronomia deve ser tão importante quanto o atendimento da recepção e o conforto do quarto. A primeira parada obrigatória já começa pelo concorrido café da manhã, quando a comodidade de se comer no mesmo lugar onde se está hospedado pode se tornar um diferencial em meio a tantas opções da cidade. 

Ainda mais em Londres, onde o desempenho da indústria gastronômica e hoteleira é vital para o setor econômico. Já se fala em mais de 40 mil estabelecimentos, considerando restaurantes e cafés. Ou seja, se não for bom, ou não tiver um diferencial, pode ter certeza de que o lugar será engolido pela concorrência. Outro ponto que vale ressaltar (e que eu não sabia até vir morar aqui) é que a maioria dos locais requisita reserva antecipada. Você pode até se arriscar a conseguir uma mesa na hora (que eles chamam de “walk in”), mas as chances de ficar a ver navios são grandes.

Em minha mais recente experiência, integrando a equipe do hotel 5 estrelas – London Edition -, percebo, imediatamente, os funcionários apaixonados e comprometidos com o seu trabalho. Talvez tenha sido esse o ponto alto da minha decisão de migrar para esse nicho. Eu, que valorizo (e muito!) a cozinha de alma, encontrei um lugar onde as pessoas falam a mesma linguagem que a minha. Não tem enrolação e blá blá blá durante o expediente. Tudo tem que estar devidamente pronto no horário e o detalhismo é essencial. Não é à toa que os valores das refeições são taxados de caros. Porém, justificados pela sua excelência e somados ao seu estilo clássico e moderno. O Berners Tavern carrega o título de 2 estrelas rosette, marca atribuída a bons restaurantes pela British Automobile Association. 

O cardápio em geral é composto por sabores e especialidades britânicas sazonais. No café da manhã, o carro-chefe é o tradicional English breakfast, servido com salsicha, ovos, bacon, cogumelo, tomate assado, feijão vermelho (e adocicado! Eu amo!) e black pudding – um bolinho feito com sangue e gordura de porco, sebo de carne bovina e cereal (aveia ou cevada). Logo em seguida, dentre os mais pedidos, estão as torradas de pão sourdough (massa de fermentação natural) com pasta de abacate (que aqui eles chamam de avocado) e o eggs benedict – muffin servido com presunto, ovos pochê e molho hollandaise. 

Já para o almoço e jantar, o cliente pode escolher qualquer item do menu convencional ou optar pelo set menu – preço fixo para uma entrada, um prato principal e uma sobremesa. E que, na minha opinião, é uma boa opção para o público de bolso mais econômico, porém, de paladar exigente. As sobremesas – ahhhh as sobremesas!!!! – são um espetáculo à parte. Eu me derreto só de assistir ao cuidado com que elas são preparadas. E sempre dou uma fuçada na confeitaria depois do meu expediente. Fico em transe com tanta coisa linda sendo confeccionada pelas mãos de verdadeiros artistas. E pudera, né? O chef (e meu xará) também é brasileiro!

O hotel ainda dispõe de serviço de quarto 24 horas, onde a elegância é servida à porta e na bandeja. Se você tiver a oportunidade de vir a Londres, experimente uma boa comida aliada a um serviço sofisticado e personalizado. Seus sentidos serão aguçados e suas memórias serão duradouras, pode apostar!

2 comentários em “A COZINHA REFINADA QUE TURBINA OS RESTAURANTES DE HOTÉIS

  • outubro 13, 2019 em 8:08 am
    Permalink

    Adorei as dicas! Sonho em ir a Londres um dia, e com essas dicas já vou com água na boca! E com certeza não me vou me esquecer de reservar minha mesa!

    Resposta
  • outubro 13, 2019 em 1:49 pm
    Permalink

    Amei o texto. Lembro do café da manhã de um hotel simples que fiquei em Paddington, era muito bom. Melhor que a maioria dos hotéis aqui dos EUA. A comida americana é uma tristeza, principalmente as sobremesas. Que saudades da Europa!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *